quinta-feira, 10 de setembro de 1998

Só Num Sonho

Vem a luz, brilha em mim.
Nada me espera além do mar.
No horizonte me perco, enfim,
sob ilusão de não mais voltar.

Se eu lhe dissesse o quanto é grande,
o que significa esse desejo!
Se pelo menos eu soubesse, por um instante,
porque esse desejo não sai de mim!

E, enquanto eu sigo em frente,
o mundo parece não ter fim.
Mas o barco chega e ninguém por mim espera.
Ah! se eu soubesse tomar conta de mim!

A Lua já não parece mais tão sombria,
agora, que o verão acalmou a chuva fria
trazendo o perfume das rosas, jazia,
no imenso azul do céu, em pura harmonia.

E o brilho fumegante das estrelas
refletidos nos teus olhos a chorar,
revela-me sem palavras nem gestos,
da maneira mais simples de se expressar...

Um sorriso abre-lhe a boca,
os lábios tremendo, a voz rouca,
pede-me um beijo... não posso negar!

E acordando assustado, na areia da praia,

Sinto-me aliviado, por vê-la ao meu lado
A dormir e a me abraçar.

Adão de Lima Jr  10/09/1998

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar!